Buscar
  • Tropicália Viva

O passeio do movimento tropicalista nas linguagens das artes

Texto de Rafaella Machado


A Tropicália teve uma grande influência do concretismo, na literatura, ou seja, “extinguindo-se os versos e a sintaxe normal do discurso, dando importância a organização visual do texto, com o intuito de acabar com a distinção entre forma e conteúdo e criar uma nova linguagem” dessa forma, a adoção de versos livres.


A letra de Batmacumba traz uma influência direta do concretismo

Foto: Reprodução da letra


Nas artes plásticas destaca-se artistas como Hélio Oiticica, e no cinema pode-se citar Glauber Rocha. Inclusive, Caetano Veloso diz ter tido um momento de epifania ao assistir o filme: “Terra em transe”, que segundo Glauber Rocha não se trata de um filme político, e sim, de um filme sobre política.


Na música, além do sincretismo dos ritmos, o movimento apostou na presença de sons de guitarra. Dessa forma, além de ter influência de cantadores nordestinos, os quais influenciaram na poesia concreta, teve como principais influências á psicodelia, que estava persuadindo os jovens juntamente com o rock in roll, as ondas hippies e a pop art, movimentos que ocorriam nos Estados Unidos.


O Díptico Marilyn - Reprodução da obra de Andy Warhol


Assim, o movimento em si dialoga com o “Manifesto Antropofágico“, obra do escritor Oswald de Andrade, o qual é considerada um dos marcos do Modernismo, neste Oswald dirá que devemos deglutir a cultura estrangeira e inseri-la na nossa cultura. Infere-se, portanto, em anexar elementos da cultura exterior para resultar em uma mistura.


Abaporu, obra de Tarsila do Amaral e símbolo do

Manifesto Antropófago

Demonstrando, assim, “a existência de várias facetas culturais, em um único país”. Tendo em vista que, nenhuma cultura é única e que a influência externa está completamente ligada à nós.

Pode-se dizer então, que foi a retomada do nacionalismo, não político, mas em termos de Mário de Andrade e Oswald de Andrade, autores da primeira geração modernista a qual era nacionalista, todavia era crítica e utópica, haja vista que, eles tinham como característica a retirada da visão de um Brasil elitizado, mostrando a realidade da vida cotidiana, assim à Tropicália buscava fazer uma constelação de diálogos, juntando todas as formas de arte: cinema, literatura, artes plásticas, música e teatro. Explorando a formação de uma cultura brasileira.


Caetano vestindo o parangolé de Oiticica. Foto: Divulgação

121 visualizações
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

© Tropicália Viva por Felipe Caetano

contato@tropicaliaviva.com